PES – Pró evolution soccer

Todo brasileiro por essência adora futebol. Desde o moleque jogando na rua com bola feita de meia, até o tiozão sentado gritando em frente a televisão enquanto o seu time joga. Durante décadas jogos de botão, mesas de pebolim e outros brinquedos diversos tentaram criar uma realidade virtual com o futebol. A era dos Video Games começou, e muitos jogos tentaram recriar o mundo do futebol na tela da sua televisão. Muitos jogos primários e posso dizer até patéticos falharam feio. Mas em meados dos anos 90 esta história estaria para mudar. Para Super Nintendo chegava ao Brasil o jogo “International Super Star Soccer” e revolucionou a forma de jogar futebol virtual no mundo. No inicio dos anos 2000 com a chegada do Playstation I chegava também algo inacreditável para a época, o “Winning Eleven” e o FIFA que novamente  evoluíam os games de futebol para um patamar inimaginável. Com gráficos incríveis para a época e uma mobilidade espetacular dos jogadores, parecia impossível melhorar mais.

O “Winning Eleven” ou como é conhecido desde 2014 PES (Pró evolution soccer) tem uma disputa acirrada com o rival FIFA desde aquela época. Assim como a Sony foi evoluindo o seu Playstation  os jogos foram acompanhando nesta disputa incansável de um superar o outro inclusive em outras plataformas como Xbox por exemplo. Para um garoto ou tiozão que compra o seu PS4 (é… video game não é mais coisa só de criança) e empaca na frente da loja de games sem saber decidir qual jogo de futebol comprar, não se desespere, compre os dois!  Mas se na comum situação de qualquer brasileiro você precisa realmente escolher entre um dos dois, pode depender de qual dos dois você jogava mais habitualmente no passado pois eles mesmo depois de tantos anos ainda guardam algumas heranças de seus antepassados.

Além da jogabilidade e tudo mais que a palavra carrega estes jogos entraram numa disputa que vai muito além do que um simples jogo de video game. Está aberto o mercado de licenciamentos. A rivalidade de PES e FIFA extrapolou as  quatro linhas. Na versão do PES 2018 por exemplo, a capa do jogo são jogadores do Barcelona enquanto que o FIFA tem estampado o craque Cristiano Ronaldo do time rival o Real Madrid. Isso acaba refletindo no acesso que você terá ou não aos times e todas as suas originalidades. No PES por exemplo não existe o distintivo e nem o nome do Real Madrid, o time está lá, com todos os jogadores e com o uniforme o mais parecido possível, mas não é o Real Madrid como deveria ser. Da mesma forma o Barcelona não está com toda sua originalidade no FIFA. E assim muitos clubes do mundo licenciaram com um e não com outro. As competições também estão licenciadas. O PES 2018 vem com a pompa de fornecer a possibilidade do jogador montar e jogar uma Champions League com direito a hino oficial e tudo. Já o FIFA tem como carro chefe a Premier League por exemplo.

Em relação a jogabilidade os dois games mantem as configurações originais de seus antepassados, fidelizando e tornando familiar sempre que alguém que nunca jogou a nova versão de um ou outro se identifique rapidinho com os comandos do controle. Já com relação a mobilidade dos jogadores em campo o PES sempre esteve com um passo a frente do FIFA. Os movimentos dos jogadores ao executar as jogadas parecem mais espontâneos e reais que o rival. O que chama sempre a atenção de qualquer jogador são os gráficos, e aqui na minha opinião a goleada é grande. Os gráficos do PES são inacreditáveis, a aparência dos jogadores está impecável. Os estádios são réplicas dos originais mundo a fora, inclusive com muitos estádios brasileiros com riqueza de detalhes como São Januário, Vila Belmiro e Arena Corinthians. No interior dos estádios a impressão que se tem é que cada torcedor tem vida própria tamanha a qualidade investida nos gráficos do jogo. Realmente neste ponto o FIFA deixa um pouco a desejar. Outra possibilidade interessantíssima possível nos dois games é a de jogar  on-line contra adversários de qualquer canto do mundo e ir subindo numa espécie de ranking mundial. É simplesmente fantástico!

O que podemos afirmar com certeza é que nunca poderíamos imaginar ter jogos tão espetaculares e com recursos tão completos simulando este jogo que é uma paixão mundial. Você nem vai sentir falta de jogar futebol de verdade e é claro as suas canelas agradecem.